Notícias

Empresas investem na comunicação para atrair e manter clientes Fonte: Administradores , 26/03/2015

No dia 15 de março de 1962, o ex-presidente norte-americano John Kennedy fez um discurso histórico sobre os direitos à segurança, informação e livre escolha dos produtos e serviços por parte dos consumidores. Dessa maneira surgiu o Dia do Consumidor, celebrado em todo mundo neste domingo.

No Brasil, o Código de Defesa do Consumidor (CDC) foi instituído em 11 de setembro de 1990, com a Lei nº 8.078, mas entrou em vigor apenas em 11 de março de 1991. Muito mais do que um conjunto normativo que busca somente dispor de determinações legais imperativas para submissão das partes, o CDC tem um caráter essencial que visa regular as relações de consumo.

De acordo com o advogado especialista em Direito Digital e do Consumidor, Luiz Guilherme Mendes Barreto, a relação entre empresas e clientes começou a se transformar nos últimos quinze anos com a expansão da internet no dia a dia das pessoas. “Isso ajudou para que as mudanças acontecessem, pois foi por meio dela que clientes passaram a ser mais opinativos e exigentes naquilo que queriam e mais curiosos em pesquisar sobre as marcas”, ressalta o advogado.

Para Guilherme, as grandes empresas já perceberam que, para se manterem forte no mercado, com alto grau de confiabilidade, devem respeitar o consumidor, observando integralmente a legislação vigente.

“Preocupados com as suas imagens institucionais, as empresas passaram a cada vez mais a ouvir esse consumidor, criar estratégias e investir em ferramentas que aumentassem o seu contato com ele”, diz Luiz Guilherme.

O advogado conta que isso normalmente é feito por meio do envio de e-mails explicativos, uso dos canais de atendimento ao cliente e a criação de sites próprios de produtos e serviços, alémdo investimento em treinamento de seus profissionais para os canais de atendimento, como o SAC e Ouvidoria.

“Também há uma preocupação constante em manter uma boa relação com órgãos de defesa do consumidor, como o PROCON. Além disso, no intuito de solucionar as demandas formuladas por esses órgãos com mais agilidade, as empresas disponibilizam contatos diretos e gratuitos para reclamações, sugestões e solicitações, os quais, com o auxílio da tecnologia, vêm para dar uma solução efetiva aos anseios do consumidor”.

Outras notícias