Notícias

O que é plano de carreira? Fonte: Guia da Carreira, 18/01/2019

Você já parou para pensar como estará sua vida profissional daqui a 5, 10 ou 30 anos? Se sim, então você já deu seus primeiros passos para a criação de um plano de carreira. Se não, está na hora de começar a pensar!

Existem dois tipos de plano de carreira: aquele que você desenvolve para si mesmo e o que as empresas oferecem aos seus funcionários.

Enquanto o segundo está cada vez mais raro, o primeiro vem se tornando essencial para uma vida profissional de sucesso!

Descubra a seguir o que é e como criar seu plano de carreira e amplie ainda mais suas perspectivas profissionais.

- Plano de carreira: como começar o seu em três passos

O plano de carreira nada mais é do que um conjunto de caminhos e metas bem definidos que servem como um guia de crescimento profissional.

Nos últimos anos, o plano de carreira vem deixando de ser apenas um benefício oferecido pela empresa e passou a ser um plano individual, no qual cada um traça seus próprios objetivos.

Faz mais sentido, afinal nem todo mundo segue a mesma trajetória profissional, passando pelas mesmas etapas. Por isso, hoje o plano de carreira pode ter propósitos diferentes, como:

- Promoção de cargos
- Aumento de salário
- Aumento de responsabilidade
- Transferência de empresa
- Aquisição de novos conhecimentos e habilidades
- Experiência no exterior
- Melhoria de vida
- Seja qual for o seu objetivo, fazer acontecer o seu plano de carreira não é difícil, mas vai exigir muita dedicação, capacidade de se comunicar e planejamento.

De acordo com Lucas Oggiam, gerente da Page Personnel – uma das maiores agências de recrutamento profissional do mundo – o ideal é estabelecer metas de curto, médio e longo prazo e trabalhar cada uma delas de trás para frente.

Entenda melhor a seguir:

- Primeiro passo: estabeleça metas

Digamos que você acabou de entrar em uma boa empresa e tem interesse em crescer profissionalmente dentro dela. Seu desejo é um dia se tornar diretor daquela organização ou de qualquer outra do ramo – uma meta bastante ambiciosa.

Sabendo que a posição de direção é difícil de atingir e que provavelmente levará muitos anos até você ter experiência para um cargo desses, a saída é dar o primeiro passo traçando metas reais:

- Qual cargo deseja ocupar daqui a cinco anos? Seja realista, trace metas palpáveis.
- Qual salário deseja receber até lá?
- Daqui a sete, oito anos, você acha que pode chegar a gerente? Que tipo de conhecimento será necessário adquirir durante esse tempo para assumir esse cargo?
- Para chegar ao sonhado cargo de direção, quanto tempo mais será necessário: dez anos, vinte? Que outras habilidades você precisa dominar para isso?
- Lembre-se de que uma meta é um plano estruturado, desenhado a partir de componentes reais do nosso dia a dia. Ter como meta ser diretor de uma empresa é bem diferente de sonhar com esse cargo. O sonho pode se perder no meio do caminho.

- Segundo passo: cumpra as metas!

Segundo Lucas Oggiam, o ideal é cumprir as metas de trás para frente. Ou seja, depois de estabelecer um horizonte de curto, médio e longo prazo, faça de tudo para chegar lá.

Ele cita como exemplo a poupança: se você quiser juntar R$ 100 mil para dar entrada no seu apartamento no futuro, quanto por mês será preciso economizar para chegar a esse valor?

É a mesma coisa com o plano de carreira. Se você quer ser diretor, quais as etapas lógicas e os conhecimentos necessários?

- Terceiro passo: faça acontecer!

Crescer na carreira não é algo que acontece sozinho. Se você quer fazer seu plano de carreira acontecer, terá que se mexer!

Comunicação e dinamismo serão essenciais nesse processo.

Uma dica do Lucas: converse com as pessoas que já estão nos cargos que você deseja ocupar um dia. Sente com o seu gerente, por exemplo, e tente entender qual foi a trajetória dele até aquela posição, quando ele começou na carreira, a evolução, o que fez para ascender na carreira, os processos por trás de tudo isso.

Demonstrar interesse pelo negócio da empresa também é muito importante. Se você for um profissional dedicado, as pessoas que podem promovê-lo estarão de olho no seu desempenho. Por isso, jamais desanime ou perca o pique! Ter energia é fundamental para cumprir cada uma das metas. Estude, desenvolva uma visão global do mercado onde atua, pesquise estratégias. Tudo isso irá contar a favor do seu plano de carreira.

- Quem pode fazer um plano de carreira?

Qualquer profissional de qualquer área pode fazer um plano de carreira, independentemente de trabalhar como funcionário ou autônomo, se é artista ou engenheiro.

O mercado está sempre em busca de profissionais capazes de resolver problemas. Quem quer ter um plano de carreira terá que trabalhar em equipe, ter ciência das suas responsabilidades, ser dinâmico e colaborativo. E o principal: conhecer bem sua área de trabalho, o negócio da empresa para quem você trabalha ou presta serviço, ter noção exata daquilo que faz a roda girar. Dessa forma, todos os olhos estarão em você, acredite!

- Plano de carreira de empresas

Muitas empresas ofereciam um plano de carreira estruturado aos seus funcionários como uma espécie de benefício para seu crescimento profissional.

Acontece que o cenário de trabalho mudou bastante na última década e esse tipo de plano de carreira está caindo em desuso. Primeiro, porque é raro alguém ficar por 20, 30 anos no mesmo local. Depois, porque as pessoas seguem caminhos diferentes para chegar a um mesmo objetivo – ou mesmo podem mudar de direção no meio da jornada.

O ideal é pensar no plano de carreira como um mapa de desenvolvimento e encontrar o tipo de empresa ideal que permita esse desenvolvimento.

- Outras dicas legais

- Seu plano de carreira deve ser posto em ação já no momento da entrevista de emprego. É importante discutir todas as suas expectativas com a empresa antes da contratação. Para isso, será necessário:
- Conhecer bem a área de atuação da empresa, os negócios, os balanços anuais, o momento do mercado, etc.
- Pesquisar o organograma da área onde você vai trabalhar, conhecer quem estará trabalhando com você.
- Deixar claro que seu objetivo vai muito além do dinheiro: você quer crescer e está disposto a dedicar-se a isso.
- Manter a energia e o brilho nos olhos. Todo gestor quer uma pessoa disposta a trabalhar. Muitas empresas deixam de contratar bons profissionais, capazes, com potencial, porque eles não conseguem demonstrar interesse na hora da entrevista.

Outras notícias